El Caminho do Norte juntamente com o Caminho Primitivo, são consideradas as primeiras rotas de peregrinação a Santiago de Compostela, utilizadas pelos primeiros peregrinos europeus, principalmente do Norte da Europa e pelos seus monarcas, pois à época da descoberta dos restos mortais do Apóstolo Santiago, a Península Ibérica era em grande parte invadida pelos muçulmanos, excepto na sua parte norte, pelo que estas foram as rotas mais percorridas por razões de segurança.

O Caminho do Norte constitui o segundo grande itinerário jacobeu de longa distância que, partindo da Ponte de Santiago (fronteira entre Espanha e França), percorre sucessivamente as Comunidades do País Basco, Cantábria, Astúrias e Galiza, num percurso de 810 km., aproximadamente.

Fruto da retirada muçulmana, para Sul, foram incorporadas outras rotas, menos exigentes e com melhores condições climatéricas para o peregrino, como a Maneira francesa.